Quiche Mas Já Não Quero!

Quiche cozinhar, mas já não quero. Acontece-nos muitas vezes. Tantas e tantas vezes que já lhe perdemos a conta. Pensamos em cozinhar. Achamos que nos está a apetecer. Que temos uma ideia que pode resultar numa nova receita. Olhamos para ingredientes rocambolescos e dá-nos uma espécie de desejo de colocar em prática um inesperado casamento de sabores. Ouvimos alguém gabar-se de uma experiência culinária bem-sucedida e acreditamos que faremos o mesmo, mas ainda melhor. É tudo mentira. Uma grande (des)ilusão. … Ler mais

O Leão e o Asno ou Como, Por Vezes, Tudo se Baralha

Tinham o ‘serviço’ agendado há cerca de um mês. Era coisa para não demorar mais de meia hora, se tudo corresse como previsto. De acordo com os planos, feitos um pouco por alto, já que era difícil estacionar a concentração de Tino por mais de cinco minutos de cada vez, com necessários intervalos recreativos de, pelo menos meia hora, o trabalho decorreria ‘sem espinhas’, e dividir-se-ia em duas importantes etapas: Entrar e Sair. No quadro improvisado, na parede daquele velho … Ler mais

Favas Com Chouriço e José Cid

Não é o nosso prato favorito, mas não anda longe disso, o que até rima com chouriço. Todavia, não foi a poesia nem a métrica que aqui nos juntou hoje, em torno deste prato tradicional. Um daqueles que aquece a alma só de a ele nos referirmos. Convém que nos afastemos dos pressupostos da canção do Zé, muito datada e retrógrada, que coloca a mulher na cozinha e o homem na rua a trabalhar em coisas divertidas e que promovem … Ler mais

Tabaco, laranja e chocolate – Odor à Primeira Vista

A casa cheirava a tabaco, laranja e chocolate. Um tempero que rimava com o ar aparentemente boémio que a primeira impressão lançava sobre quem lá entrava no papel de noviço. Tornava inesperadamente agradável os primeiros segundos, aqueles em que o ar que entrava da porta da rua aberta diluía o cheiro, o qual, após fechada a porta, se tornava demasiado intenso e enjoativo para se pensar em algo mais, senão na vontade de mudar de cena e de ar. A … Ler mais

Camarões Fritos Com Cerveja Preta Com Álcool

Prepare os camarões, tirando-lhes a cabeça, ou, preferindo, descascando-lhes apenas o corpo previamente cozido ou nem por isso. Frite-os numa farta cama de azeite, piripiri e alhos, que é tudo o que um bom camarão necessita para se tornar num dos petiscos mais apetitosos do mundo, só ultrapassado pelo clássico tremoço. Pode, querendo, adicionar os omnipresentes coentros ou o muito mediterrânico manjericão. Retire da frigideira e reserve, mas reserve para si, não se engane no sujeito a quem deve fazer … Ler mais

O Galo e a Raposa e Aquele Inesperado Caju

Há já dois anos que vivia nas nuvens. Não apenas na cloud, para onde se havia mudado bastante antes disso, por conta de um computador roubado com informação fiscal sensível e até com fotos e alguns vídeos bastante comprometedores – por vezes excedia-se em vaidades com o corpo e as redes sociais assim o exigiam, como bem se sabe –, mas verdadeiramente nas nuvens. No céu. No firmamento celeste dos felizes e contentes. No éden dos enamorados. No paraíso … Ler mais

Vol-au-vent de Galo

Frango é pedofilia. Pronto. Tínhamos de esclarecer isto, de colocar este ponto nos dois is, de arrumar o assunto e atirá-lo para trás das costas… Não podemos cair em esparrelas, pelo que o melhor é atirá-lo apenas para longe, bem longe de parafilias criminosas. Ok. Posto isto, o nosso vol-au-vent é feito de galo maduro. Indivíduo que já viveu a vida, que pisou terra húmida e cheia de minhocas e coisas boas, que se apaixonou, que foi rei do galinheiro, … Ler mais

« Older posts

© 2021 Absinto Muito

Theme by Anders NorenTopo ↑