A Rainha de Coração de Pedra ou Uma Personalidade Autofágica

Esta é a história, abreviada e fantasiada, de Itália. Não do país, está bom de ver, que isso daria uma inglória trabalheira, com tanta Lombardia que nos daria Toscana pela Umbria, ou pela barba, e isto sem entrar na Sicília, de onde poderíamos não voltar vivos. Salvar-nos-ia a bela e elegante Sardenha, mas mesmo assim, não foi por aí. Itália, assim batizada mais por pirraça da mãe – apostada em chocar a sogra – do que por um qualquer insano … Ler mais

Coisas da Publicidade

Ler mais

Peitos de Frango Recheados com Espargos

Autoexplicativo, simples e, diríamos até, demasiado gráfico para perdermos tempo a ‘desossar’ esta receita. Ele há peitos de frango, ele há recheio, e ele há espargos. Que mais precisa de saber para elaborar uns bons rolos de peito de frango armados em sanduíche de um bom recheio de deliciosos espargos, bravos ou mansos que sejam? Atente apenas, mas sempre, num detalhe de primordial importância: a qualidade e frescura dos ingredientes. Que o sal seja flor, que o frango seja do … Ler mais

Não é preciso, obrigada!

Ela – Vamos sair? Passear num bosque. Ver árvores e céu. Vamos? Estou mesmo com vontade de sair de casa.

Ele – Não me apetece. Não entendes que estou cansado? Se trabalhasses o que eu trabalho… Só me apetece esticar-me no sofá. Vai tu, se quiseres.

Ela – Podemos apenas andar de carro. Ir sem destino. Almoçar algures e regressar quando nos apetecer. Norte ou Sul, tanto faz. O que dizes?

Ele – Digo, obviamente, que não. Este fim de … Ler mais

Coisas dos Tempos

Ler mais

Sopa de Caril com Batata-Doce

Que ma-ra-vi-lha! Já viu disto em algum outro sítio? Se fosse Sopa de Batata-doce com Caril, ninguém parava dois segundos para ler o resto, uma vez que uma sopa de batata é o que mais há por aí – mesmo quando se dizem de outra coisa –, e caril usado como condimento também não é surpresa. Mas assim. Repetimos: Que maravilha! Isto, sim, é novo, isto, sim, é qualquer coisa nunca vista ou saboreada. O que tem a fazer, inicialmente, … Ler mais

O Rouxinol e o Imperador – Outra Versão dos Factos

Num impulso pouco habitual, e sentindo-se um pouco intruso na vida alheia, fez a pesquisa. Ainda se debatia com questões éticas e já tinha carregado na lupa, após ter escrito de um supetão o nome que tanta curiosidade lhe suscitava: José Imperador. Não era alcunha, era mesmo apelido e Ernesto garante, a quem duvidar, que era absolutamente adequado. Com ZéDor por abreviatura, José Imperador era invejado por toda a escola. Eles, porque ambicionavam ser como ele. Elas, porque o desejavam … Ler mais

Coisas dos Picos

Ler mais

Tarte de Creme de Baunilha e Vagens

O título quase, quase – mas mesmo quase – nos desmotivou ao ponto de não avançarmos para a confeção do prato. Já é complexo fazer uma tarte. De creme, é um inferno, devido às várias texturas e pontos de maturação e assim. A baunilha, caso não saibam, é apenas uma das especiarias aromatizantes mais caras do planeta. Sim, do planeta em que vivemos, a Terra, já agora. É extraída de uma delicada e rara orquídea originária do México e extraí-la … Ler mais

Ginkgo Biloba e o Dia Em Que Deus Sorriu

O Homem, enlouquecido, medíocre, encafuado na sua omnipresente estupidez, lá colocou ponto final naquele texto. Lá avançou para novo parágrafo, assumindo papel divino numa errática e enlouquecida narrativa, sobre o que devia ou não viver. Sobre o que poderia ou não ser. A bomba caiu. Hiroshima e Nagasaki estremeceram e não seriam as únicas ouas últimas. O império esbugalhou os olhos, para logo os cerrar, o mundo abriu a sua boca em O e estamos em crer que jamais a … Ler mais

« Older posts

© 2018 Absinto Muito

Theme by Anders NorenTopo ↑