Mês: Setembro 2016

Risotto de Espargos com Salsichas

Quer um conselho? Não se meta nisto. Esta é a primeira e preciosa dica. Um risotto requer mão e conhecimentos medianos de culinária, sem os quais tudo pode acabar numa papa pegajosa que nem os olhos quererão comer. Quando muito, avance para um risoto, com apenas um tê, sempre é mais acessível e não se arma ao pingarelho. Dominada a técnica do risoto (não temos aqui tempo para cursos de culinária que explorem todos os interstícios e nuances da cozinha … Ler mais

Há tanto tempo que não te vejo!

Olhou para o telemóvel. Forçou um meio esgar, demasiado deficitário para chegar a sorriso. Já não via nítido àquela distância que sempre tinha sido a certa, a necessária. Tinha de afastar mais o ecrã para perceber os nomes na lista de contactos. Depois dos 40 toda a gente precisa de óculos. Depois, usá-los ou não, depende apenas do tamanho do braço. O seu era longo, estava com sorte. Por enquanto. Por enquanto. Helena Gustavo, era o nome que procurava. Imediatamente … Ler mais

Penne com Legumes Assados e Delícias do Mar

Para esta receita necessita de um bom domínio do Português (refiro-me à língua portuguesa e não a um qualquer homem de nacionalidade portuguesa – está a ver, só aqui já podíamos estar a enveredar por outra receita, sem nos darmos conta). Assim, faça atenção! Penne, ao contrário do significado óbvio: massa demasiado cozida sobre a qual, no final, se diz ‘Ó, que penne, ficou espapaçada!’, é, na verdade, um tipo de massa específica, que encontrará em qualquer supermercado. … Ler mais

O que não mata, engorda?!

by-diane-arbus-b368960a04afc95aa621543846fb9a36

By Diane Arbus

Desculpe, importa-se de repetir? Em rigor – porque o rigor exige-se em situações destas e noutras que agora não ocorrem –, o que é que isto quer, de facto, dizer? Indo por partes.

Primeira: O que não mata. Esta entende-se e é clara, porque, à exceção de viver – o ato em si, uma longa caminhada em direção ao precipício –, há outras coisas que não matam. Respirar quando o ar é puro, diz que não mata, … Ler mais

Taças Exóticas de Papaia com Iogurte Natural

Esta é uma daquelas receitas que é tão, mas tão simples que roça o vergonhoso, mas o efeito final, feérico e, lá está, exótico, é tão impressionante que garantirá o sucesso de qualquer tipo de ocasião comensal. Basta que junte papaias a iogurte natural, nas porções necessárias ao número de convivas. Pode triturar as papaias num qualquer misturador elétrico ou robot de cozinha, ou mesmo com recurso ao tradicional garfo e, juntamente com o iogurte, formar uma espécie de papa. … Ler mais

O Capuchinho Vermelho ou O Diabo Veste… Nada

capuchinho-vermelho-ba59264045382638fe30de56579e67f5Estava um dia gélido e a miúda, explorada por uma insensível mãe alcoólica, tinha ainda por cumprir a tarefa de ir a casa da avó, na Musgueira, levar-lhe a marmita com o almoço, se é que se podia chamar almoço àquela parca refeição de enlatados e pão duro que, ainda assim, garantiam a sobrevivência da idosa. Refilou tudo o que tinha para refilar enquanto a mãe, prostrada por uma quantidade escandalosa de vinho de má qualidade e entorpecida por uma … Ler mais

Pudins de Hortelã e Limão Merengados

Pudins de hortelã e limão é, canja, por assim dizer, verdade? Ótimo, menos uma chatice na cozinha. Passemos, então à fase complexa do merengue. Há duas escolas, no que ao merengue diz respeito. A cara e a pobre. A cara é DE-LÍ-CI-O-SA. Compre um bilhete de avião para um qualquer destino caribenho à sua escolha. Só por essa experiência, a receita já valeria a pena. Uma vez chegado lá, aprenda merengue e dance até à exaustão. Um conselho: com um … Ler mais

O Inventor

 

bb39f1cd4da39b0f413c4a90f6f17aa1 e2bc53dbc2a8bdd3b0e37e0fbec2e0d2 f8dc8df1468242aac09385622c43b817 O Inventor estava cansado. Cansado e aborrecido também. E satisfeito. Orgulhoso, até, dos seus feitos. Dos seus inventos. Era criativo. Incansável. Temerário. Na sua mente de inventor apenas uma singular pergunta. A de sempre. A única. O quê? O como acabaria por se resolver por si mesmo desde que decidisse o que inventar. O que criar. E tanto no que refere ao número, como ao género ou mesmo ao estilo, nada tinha de que se envergonhar. Tinha inventado tudo … Ler mais

© 2017 Absinto Muito

Topo ↑