Mês: Janeiro 2017 (pagina 1 de 2)

A Cigarra e a Formiga ou o Bandalho e o CCOPB – Chefe Com Olho Para Bandalhos

Aquele era um mês atípico para José Bandalho. Correção, aquele era um dezembro atípico na vida de José Bandalho, ou, para os poucos amigos, Zé Bandalho, ou apenas e tão simplesmente Bandalho, já que era comum na sua empresa utilizar-se apenas o apelido, exceto no caso da maioria das mulheres. Como não era esse o seu caso, e tinha apreço pelo toque militar desse trato, orgulhosamente, Bandalho ficou. Ora, todos os anos, Bandalho guardava religiosamente o último mês do ano … Ler mais

Coisas da Venda Ambulante

Ler mais

Arroz de Cabidela

Tem coragem para cortar o pescoço a uma galinha e extrair-lhe todo o sangue que lhe percorre as veias até ficar exangue? (Bolas, parece coisa de Halloween!) Tem estômago para assistir ao processo de coagulação do sangue enquanto não é cozinhado? (Só se fosse em ambiente de laboratório, à laia de experiência científica, verdade? Até porque desconhecemos o entendimento da ASAE sobre esta questão.) Também pensamos ou queremos acreditar que não, pelo que esta é aquilo a que chamamos uma … Ler mais

Vamos Falar de Coisinhas Mas Não Vamos Ser Pateticozinhos

Diminutivos: o que são e como empregá-los

First things first, que é como quem diz, comecemos pelo principal. Diz-se e, já agora, escreve-se diminutivo(s) e não diminuitivo(s). Diminuitivo não está consagrado na língua portuguesa, nem o encontrará grafado em qualquer dicionário, logo, o plural, diminuitivos, também não existe, pelo que, deles não falaremos.

Posto isto, vamos aos diminutivos. Estes, sim, existem e são sufixos que se acrescentam às palavras, substantivos (casinha) ou adjetivos (bonitinho) e que acrescentam ao significado … Ler mais

Coisas da Gordura e do Inconformismo

Ler mais

Profiteroles Com Molho de Chocolate

Se pensa que lhe vamos revelar o segredo por detrás da massa dos profiteroles, que guardamos religiosa e dementemente na família vai para mais de 15 dias, nem pensar. Não vai acontecer. Teriam de matar qualquer um dos meus seiscentos familiares antes de tal acontecer. É sabido que o seiscentos e um, é aquela típica ovelha ronhosa, desbocada e insensível aos tesouros familiares, muito provavelmente, também, ignorante em relação aos segredos culinários do clã. Assim, e porque de outra maneira … Ler mais

O Homem Invisível

Demorou a perceber. Demorou, primeiro, a aperceber-se. A dar conta do fenómeno. A tomar consciência do facto, pois disso se tratava, de um facto. Durante imenso tempo, esteve cego. Não via. Não viu. Não deu conta. Tudo era um pouco novo e de tal forma bizarro que simplesmente não lhe ocorreu. Quem poderia imaginar tal coisa?! Demorou, depois, outro tanto, senão mesmo mais tempo a perceber. A compreender que era mesmo verdade. A conseguir dizê-lo para si próprio e até, … Ler mais

Caril de Peixe

Compre um peixe, adicione-lhe coisas indianas, especialmente caril, muito caril e açafrão e curcuma, e até gengibre se tiver a cor certa. Desde que seja amarelo torrado e saiba como o caril, exceto batata doce ou legumes que ganhem essa cor apenas porque já morreram de qualquer coisa. Tempere a gosto. Experimente adicionar-lhe leite de coco e algum segredo culinário que detenha. Nestes pratos exóticos, tudo ajuda, até mesmo uma prece ou outra a Ganesh. Leve a lume brando e … Ler mais

Cachinhos de Ouro e os Três Ursos ou a Loura que Andava a Monte e Fumava Cachimbo

Ali, no meio do nada, escondida numa cabana de pastor abandonada, onde o cheiro do campo se misturava com o da urina, com que as paredes pareciam ter sido pintadas, Cachinhos de Ouro não conseguia ter medo. A adrenalina da fuga incendiava-lhe uma nervosa felicidade e colocavam no palanque da sua mente a voz estridente e histriónica do autoelogio. Como era esperta e destemida, temerária e estratega. Não havia pai para si. Quer dizer, haver havia, mas não sabia onde … Ler mais

Relish de Tomate e Pimento Vermelho

O verdadeiro relish, segundo alguns puristas – seja lá o que isso for no que respeita ao mundo do relish –, é o de pepino, razão pela qual avançamos com uma proposta revolucionária, disruptiva, mesmo, que ao verde do pepino, responde com o tchan do vermelho (não confundir com encarnado). Aqui, tudo é vermelho, pelo que vai precisar de tomate picado, pimento vermelho picado, pimentão vermelho em pó, paprica e tudo o mais de que se lembre, desde que … Ler mais

Older posts

© 2017 Absinto Muito

Topo ↑