Categoria: Risota de Gambas (pagina 1 de 12)

O que é o ‘comer’? É um verbo, mas estas não são receitas para ‘chefs’ da gramática. São dicas hilárias para todos aqueles que não sabem o que é quinoa, desconhecem por completo as sementes de chia e nunca viram bagas de goji na vida. Já agora, não tente nada disto em casa, ou em qualquer outro lugar!

Creme de Courgette e Coentros BioAgradáveis

Esta seria mais uma receita CCC, não fosse a urgência do bioagradável. São os tempos que correm, pelo que temos de correr com eles, ou seja, a seu lado ou, na pior das hipóteses atrás deles. O que é bom, pois correr abre o apetite e liberta os bofes, pelo que ficará agradavelmente predisposto para a receita que aqui se apresenta e explica. O difícil será obter o tom creme, uma vez que as courgettes têm casca verde-escura e a … Ler mais

Sopa de Peixe e Fumet de Camarão

Cozinhar é uma arte. Como tal, e à semelhança de toda e qualquer arte, ensina-nos uma imensidão de coisas, ou molhos de coisas – já que estamos na cozinha – de que nem n os apercebemos naquele exato momento em que escamamos ou suamos ou o que quer que seja que estejamos a fazer. No momento, apenas o fazemos. Mais tarde, surgem as revelações. Assim, tomando cada receita como uma aula de vida e partindo do generoso, nobre e apaixonante … Ler mais

Bifes de Perumpumpero com Fiambre e Espinafres

Ritmados, cadenciados, andaluzados, salerosos… Estes são aqueles bifes que jamais esquecerá. Não apenas são dançáveis, o que acelera o passo digestivo, como ainda obrigam a parcerias deliciosas, como é o caso do fiambre, para quem gosta, e dos espinafres, para quem aprecia. Se não é o caso, mude já de música, pois por aqui é o que se vai ouvir. Assim, coloque sobre cada bife uma fatia de fiambre – há quem opte por presunto, o que dá aos bifes … Ler mais

Creme de Batata-Doce Amarga e Paprika

Aqui está o inesperado casamento de parceiros díspares, que culmina num par perfeito. Por um lado, a cândida e doce batata, aqui, no seu estado amargo, o que já lhe dá aquele twist. Do outro, a atrevida e acutilante paprika. Da união destas duas resulta um equilibrado e exótico sabor, a lembrar paisagens asiáticas e com notas de fundo de remotos aromas. Julgamos mesmo que, com base nestas duas, até um belo perfume se conseguiria obter, mas deixemos … Ler mais

Empadão de Nabo de Carne de Bacalhau com Puré de Grão-Mestre

Todas as receitas de alma e pendor totalmente contemporâneo, não se limitam a cozinhar ingredientes, elas também mesclam palavras e seus antónimos, ou quase, com habilidades gramaticais de chef, os quais tentam mostrar-nos toda a nossa pouca sofisticação e o seu gigantesco know-how, apenas por enunciar-se o nome das suas criações culinárias. Desconcertante, este é um desses maravilhosos casos da alarvidade gastronómica do momento, em que os cozinheiros insistem em ser chefs, não percebendo que acima destes … Ler mais

Lombos de Pescada à Padeiro

Depois dos Lombinhos à Fiscal da EMEL esta é a receita com mais tweets do momento. Sim, os yuppies são já dinossáuricos e já nem os dicionários urbanos deles se recordam. Os olhos voltaram-se para o passado mais distante, o básico, o tradicional, o simples e depurado e decidiram reinventá-lo, adaptá-lo e, porque não, mastigá-lo. Esta receita é o pináculo desse novo olhar sobre aquilo que servimos à mesa e um piscar de olhos às profissões que agora idolatramos: profissionais … Ler mais

Salada Salvé César com Molho Pesto Olá Cleópatra

Há quem se fique por Cesários, molhos peste e cleptomaníacas (ou cleptómanas, caso prefira), mas aqui, é sabido, primamos pela exclusividade e pela sofisticação. O melhor, sempre. Este é o nosso lema e dele não prescindimos. Assim, procure um César – o Júlio já morreu, aqui há atrasado, pelo que tem mesmo de encontrar outro – e deixe que seja ele a fazer a salada, para que obtenha o produto genuíno. Caso não consiga, ou não simpatize muito com o … Ler mais

Aletria Convencional Disruptiva

Aletria, para quem aterrou no planeta culinária há apenas duas colheres de sobremesa, é a filha mais nova do esparguete. Para os que adoram uma metáfora mais bélica ou apenas militar, digamos que a aletria está para o esparguete como o cabo raso para o general, ou seja, ainda lhe falta músculo e experiência para chegar lá. Satisfazendo agora os mais literatos, esta massa é a versão liliputiana do esparguete, todo ele mais encorpado e orgulhoso do que a pequena … Ler mais

Caldo Verde de Outras Cores

É um clássico, verdade? É, sim senhor. Faça tufão ou chuva de estrelas, cai sempre bem. Está para as sopas como a Bairrada para o leitão, ou algo do género. Nesta senda pelas paisagens tradicionais da típica cozinha de nossos avós, aqui fica a sopa mais sopa de todo o Portugal e ilhas adjacentes, incluindo Berlengas, Selvagens todos os ilhéus e ainda aquelas outras ‘desocupadas’. Mas porque o nosso olhar é fresco, distinto e visionário e ainda porque os novos … Ler mais

Sopa Fria de Cenoura e Laranja com Crème Fraîche de Salsa

Ui! O que esta receita tem de sofisticação e de lições de francês já dava para satisfazer o palato mais requintado. Vai precisar de dicionário de francês, mas antes disso, faça a sua sopa de cenoura preferida e deixe-a arrefecer. Adicione-lhe laranja ou apenas sumo desta – vai depender da espessura que quiser dar ao caldo – e, só depois, o crème fraîche, que é um produto lácteo, diríamos nós, entre o requeijão e a manteiga, estamos em crer, … Ler mais

Older posts

© 2018 Absinto Muito

Theme by Anders NorenTopo ↑