Categoria: Risota de Gambas (pagina 1 de 8)

O que é o ‘comer’? É um verbo, mas estas não são receitas para ‘chefs’ da gramática. São dicas hilárias para todos aqueles que não sabem o que é quinoa, desconhecem por completo as sementes de chia e nunca viram bagas de goji na vida. Já agora, não tente nada disto em casa, ou em qualquer outro lugar!

Perdizes Estofadas Com ‘O’

A delicadeza da receita depende, não de estar aberta ou fechada a época de caça, mas do seu domínio do Português. Não embarque em enganos sonoros nem assuma que nos enganámos, e que o O, no lugar do U, é uma gralha, porque não é. Esta é uma receita particularíssima e deveras peculiar. Trata-se de uma receita biblot, destinada a enfeitar a sala de jantar, para a qual necessitará de um bom estofador, já que um taxidermista é demasiado … Ler mais

Lebre à Caçador com Molho de Pedreiro em Calda de Agente de Seguros

Isto de privilegiar umas profissões ou atividades em detrimento de outras, não é para nós. Segunda consideração: quer mesmo, mesmo cozinhar um animal selvagem retirado da sua fantástica vida na gloriosa Natureza, seguindo nada mais do que os seus instintos primários, para o massacrar numa qualquer não-receita que o satisfará, no máximo durante a meia hora do repasto, senão menos tempo ainda? Se não, passe para outra secção deste site e entretenha-se com outras categorias. Temos Vodka Estás Perdoada, +Contidianos … Ler mais

Creme de Beterraba e Vinho do Porto de Braga ou da Brandoa

A pensar no conforto do estômago e da alma em dias frios de inverno, o Creme de Beterraba e Vinho do Porto de Braga aposta no amplo conforto a todos os níveis. Faça um puré ralo, o chamado creme, de beterraba, uma raiz tuberosa com efeitos detox muito apreciada pelos novos gourmet. Para efeitos estéticos e de engrossamento do caldo, pode adicionar-lhe natas. Junte-lhe ainda vinho do Porto de Braga, para cortar o sabor térreo da beterraba. O vinho … Ler mais

Bife ‘Há’ Café

Ui! Outra receita para básicos. Compre bife do animal que mais lhe aprouver. Cozinhe-o à sua maneira e vá comê-lo para um café. Logo, tem bife e há um café.

Quer algo mais elaborado? Pois, então, aqui vai outra: compre bife do animal que mais lhe aprouver. Cozinhe-o à sua maneira, mas acrescentando-lhe café. Mais uma vez, existe um bife e há café.

Outra ainda: Compre bife do animal que mais lhe aprouver. Cozinhe-o à sua maneira e, a meio … Ler mais

Açorda Chiquérrima de Espargos Bravos com Aromas de Quelque Chose

Se não é barra, ou sequer trave, nem mesmo argolas, em línguas estrangeiras – as de vaca não entram nesta receita –, nem ouse aventurar-se nesta intrincada gramática do palato. O menor erro ortográfico ou de concordância ou até um mero deslise de má pronúncia, e a receita gora-se num milésimo de segundo, tal como a atração perante a falta de um dente frontal num qualquer sorriso. C’est la vie mes amis! Feito o reparo e deixado o alerta … Ler mais

Queijadas Alentejanas do Alentejo

Numa pequena valise, coloque algumas peças de roupa e prepare-se para ir de fim de semana para o Alentejo. Se já lá está, não deixe de sair de casa e rume para uma outra localidade dentro da mesma província. O ideal seria um simpático turismo rural, ou a casa de uma tia ou amiga dessas poéticas paragens, mas aceitamos qualquer sugestão que lhe sirva. Vai precisar de um horror de coisas – isso mesmo, e não apenas de um … Ler mais

Pica-Pau de Mentira com Cerveja e Perdigotos de Verdade

Esta não-receita não é para meninas ou estômagos sensíveis de qualquer um dos géneros. Pica-pau é uma ave que levanta questões morais e ecológicas, pelo que, se não quiser enveredar por esse tipo de assassínio, mate antes um porco e corte pedaços da sua carne para uma frigideira. Frite bem com todas as coisas que achar simpáticas para o efeito da fritura. Misture cerveja com abundância – já imagino os mais sensíveis e sóbrios com os seus esgares de nojo. … Ler mais

Pastéis de Cerveja e Canela Daquela Região Específica do Sri Lanka

Faça massa de pastéis, utilizando cerveja, da cor que preferir, e bastante canela. Tome, todavia, atenção a um facto E-SSEN-CI-AL: a canela tem de ser Daquela Região Específica do Sri Lanka. Assim, e porque todos os rótulos acabam por ser enganosos e não respeitar os direitos dos consumidores, terá de viajar até àquela região exata da Ásia. Caso já tenha a massa pronta (desculpe não termos avisado antes, talvez para a próxima comecemos a receita com esta indicação precisa), deixe-a … Ler mais

Cantaril com Champanhe e Cogumelos

Atenção, que este é um prato que reúne, a uma só vez, a mão farta da cozinha tradicional com tiques de nouvelle cuisine. Mais conhecida como CCC, já que todos os ingredientes de topo têm nomes a começar pela terceira letra do alfabeto, achamos por bem continuar toda a receita com ingredientes desta mesma gama alfabética. Assim, coentros, cominhos, cebolas e cebolinho, centopeias (opcional), camarão, carambola, cerejas, cerveja, ‘Cem Anos de Solidão’ (para aprender a organizar uma árvore genealógica … Ler mais

Salada de Polvo com Algas Verdes Alparcatas e Bote de Borracha

O Verão está determinado em fazer frente ao outono e por aqui já deixámos de lutar contra isso. Assim, esta é uma sugestão completamente ve-ra-ne-an-te. Coza o polvo, corte-o em pedaços miúdos (os miúdos são mais tenros do que os graúdos, como é sabido). Tempere de sal, vinagre, azeite, azeitonas, salsa ou coentros ou ambos. Deixe várias horas no frigorífico. Antes de consumir, salpique a salada com algas verdes. É muito importante que as algas sejam mesmo verdes, já que … Ler mais

Older posts

© 2017 Absinto Muito

Topo ↑