Page 2 of 54

Tira-Nódoas

Era apenas um nano-micro ponto de ínfimo tamanho, mas ainda assim demasiado e irritantemente visível na sua nova blusa de seda branca. Seda branca. A estrear. “Dá para acreditar?” Ester repetia a pergunta olhando fixa e agressivamente aquele bico de agulha. Não passava disso mesmo. Um quase nada. Não chegava à patente de gota, nem sequer de pingo. Apenas um nico, abaixo de sarda, abaixo de quase tudo, mas tão visível e incómodo, logo acima do peito, onde o podia … Ler mais

Migas de Batata-Doce, Chouriço e Tomate

Pelo nome, parece daqueles pintxos ou tapas espanholas, com nomes grandes e sabores pequenos, não é? Qualquer coisa que, se nos aventurarmos a imaginar como se confeciona, poderá não andar longe de uma tortilha de batata-doce. Ficamos logo sem grande vontade, mas como somos fãs de batata doce e de aventuras gastronómicas, aqui nos têm ao dispor, para dissecarmos mais este prato que se propõe adulterar as clássicas e irrepreensíveis migas de pão alentejano. Enfim, um dia não são dias. … Ler mais

O Gato a Doninha e o Coelho ou Como a Ingenuidade Não Salva Vidas

A estratégia era boa. Muito boa. A mensagem forte, acessível e bem-humorada. Pelo que conhecia do cliente e por tudo aquilo que lhes tinha sido passado no briefing – aliás, nos vários briefings, que a empresa era poderosa e exigente –, Ismael Coelho sabia que o seu projeto seria o vencedor. Pelo menos a sua ideia, ainda que pudessem querer alterar pormenores. O conceito era imbatível. Há coisas que se sentem, que conseguimos olhar de fora, mesmo quando nascem cá … Ler mais

Tarte de Creme de Baunilha e Especiarias Especiais

Esta é para verdadeiros amantes de e na cozinha. Sim, que o amor acontece nos mais inesperados locais e nenhum lhe está interdito. A baunilha, como se sabe, é um ingrediente exótico, sofisticado e caríssimo. Pode sempre optar pelos sucedâneos, que não tendo a mesma origem floral – baunilha legítima vem de uma orquídea –, sempre roça o sabor original, graças à nobre arte da bastarda sintetização, que veio democratizar este aroma. Com base na baunilha que conseguir e poder … Ler mais

Ele Até Que É Simpático, Mas…

Confinamento obrigatório. Desconfinamento obrigatório. Teletrabalho obrigatório, ou talvez já somente sugerido. Já pouco importava. Tudo estava de pantanas. Dia não sei das quantas. O despertador que tocava na mesma às 6h30. A higiene matinal. A azáfama diária do pequeno-almoço e o café tomado antes das nove, hora a que ligava escrupulosamente o computador. Tudo para manter a ideia de normalidade de início de dia de trabalho. Tudo para recriar a ilusão mental de que nada de extraordinário ou excecional se … Ler mais

Batata Rosti com ‘Ervas’

Há coisas que não deixam de nos fazer sorrir. Para uns ingredientes utiliza-se sempre, sempre o singular: lombo de porco, batata frita, tomate, cebola e paramos aqui apenas por questões de poupança de tempo, espaço e paciência. Para outros ingredientes, lá vem a extravagância do plural. Se é óbvio que batata significa várias batatas, por que razão avançam com ervas no plural? E se a pessoa for pobre e apenas tiver um exemplar do ingrediente, ou, mesmo rica que seja, … Ler mais

A Coruja e a Águia e o Frodo Baggins da Bobadela

Tita e Tati – não é erro nem gralha ou dislexia, é mesmo o nome das personagens do episódio que se segue, pelo que podem prosseguir a leitura, mas se querem pormenores irrelevantes eles aqui vão: Tita abrevia Cristina e Tati encurta Tatiana. Melhor assim? – estavam de todo. Sentiam-se estupendas, cheias de pouquíssima roupa e toda ela com imensos brilhos, os quais só encontravam rival no glitter das suas maquilhagens. Tudo em tons tão saturados quanto saturados estavam os … Ler mais

« Older posts Newer posts »

© 2020 Absinto Muito

Theme by Anders NorenTopo ↑