Queijadas de Sintra Sem Ter de Ir a Sintra

As queijadas de Sintra são doces pavlovianos. Só de pensar nelas e já estamos a salivar. Nem precisamos de campainha. É, pois, de fácil compreensão que se deseje tê-las sempre por perto. Porém, com isto não pretendemos mudar-nos de tachos de panelas para o microclima de Sintra, e levar com os seus humores nebulosos todos os dias do ano, e ainda a humidade, o vento e o seu célebre ‘capacete’ de nuvens, capaz de ensombrar o mais exuberante verão. Esta … Ler mais

Queria tanto…

Queria tanto saber vestir as palavras como os poetas e passeá-las por aí como os artistas de circo

Misturá-las e baralhá-las com o coração na copa dos absolutos e a leveza dos impossíveis, com ases e jokers a apostar para lá do permitido

Barrá-las de surpresa e admiração e com a mão certa dos pasteleiros e tudo em modo q.b.

Desordená-las com o acerto da alma

De quem consegue ver o que não existe ou, existindo, não está lá, está … Ler mais

Atum Com Muita Lata

Esta receita é ótima para qualquer ocasião, mas assenta que nem uma escama no dorso de um peixe prateado num qualquer domingo de preguiça aguda, como este, ou em qualquer dia de ócio de pouca paciência pra a cozinha e vapores desagradáveis, os quais apenas servem para retirar volume ao cabelo ou encaracolar a boa-disposição. Na verdade, é até um pouco pretensioso chamar-lhe receita e, entre nós, como em família, mais vale que se digam as coisas como elas são. … Ler mais

O Capuchinho Encarnado e o Lobo Assim-Assim

A noite prometia e ela jurava-lhe ainda muito mais. Ó, se jurava. Agendara consigo própria uma noite alta-total-completa e absolutamente délabré, décapé e fulminantemente esquecível. Boémia e decadente. Burlesca, até, porque não?! Sim, também planeava beber até ao completo esquecimento, muito embora programasse momentos épicos e cenas feéricas que colocariam num velho chinelo longe da memória as melhores atuações do Cirque du Soleil e Cardinali de uma só vez. Dançaria até perder os sentidos e nada poderia deter a vontade … Ler mais

Bacalhau com Alheira Gratinado

Parece estranho, mas sabe bem e, no fundo, é apenas isso que conta em qualquer receituário. A inusitada parceria entre o clássico, elegante e versátil bacalhau e a popular e promíscua alheira – sempre atafulhada de coisas várias, exceto carne de porco, como bem sabemos –, com as suas carnes brancas e tudo o mais, cria de imediato um certo desconforto na boca do estômago. Porém, isso acontece apenas antes da sua degustação. Depois de provado e engolido, é tão … Ler mais

Guionista de Destinos

A nossa mãe passou pela vida como um cometa flamejante, abrasador e abrasivo. Uma mente escaldante, raciocínio cáustico e sem freios, adornado de uma linguagem crua, cirurgicamente certeira naqueles alvos emocionais que magoam mais do que dolorosas perdas afetivas, mais do que o amor que não aconteceu ou o gelado que não se provou. Mais do que o fio de uma navalha em carne distraída. Uma locomotiva sem freio, direção ou destino. Apenas a ânsia de magoar para não sofrer … Ler mais

Rabanadas

São difíceis de encontrar, mas quando damos de caras com umas boas rabanadas, nada no universo se lhes compara, nem o tesla que anda por aí no espaço a mostrar a outras galáxias como ninguém bate os humanos a deixar lixo em todo o lado. Elas, as rabanadas – estamos de volta a elas, claro – são fofas, gordurosas, açucaradas, acaneladas, elas exigem que se lambam os dedos… São, numa palavra: diabólicas! E tanto lhes pode chamar rabanadas como fatias … Ler mais

« Older posts

© 2024 Absinto Muito

Theme by Anders NorenTopo ↑